É preciso retomar o “Aprendendo com Saúde”

Prefeitura não renova convênio que ajudado a melhorar os indicadores de saúde e de educação das crianças das escola públicasAprendendo-com-Saúde

No mesmo dia (quarta-feira, 27) em que o prefeito Fernando Haddad foi à Câmara Municipal para apresentar seu Plano de Metas, o vereador Aurélio Nomura subiu à Tribuna e mostrou que a atual administração não está tão comprometida com a saúde das crianças em idade escolar como tem dito.

O parlamentar citou como exemplo a não renovação do “Programa Aprendendo com Saúde”, criado em 2007 com o objetivo de melhorar os indicadores de saúde e educação nas escolas da rede pública municipal por meio da detecção precoce e tratamento de algumas doenças que podem afetar o crescimento, o desenvolvimento e o aprendizado da criança.

Foi a segunda vez que o vereador chamou a atenção sobre o fato. A primeira foi na Comissão de Finanças e Orçamento, da qual Aurélio Nomura faz parte, quando encaminhou requerimento às secretarias da Educação e  da Saúde questionando a não renovação do convênio, o interesse em mantê-lo e também sobre o destino da centena de profissionais especializados que atuam no programa.

O “Aprendendo com Saúde” levava uma equipe multidisciplinar formada por médicos, pediatras, dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos e auxiliares de enfermagem para desenvolver ações de promoção, prevenção e assistência à saúde dentro do ambiente escolar, atendendo justamente a parcela mais carente da população, que vive da periferia.

”Nesses seis anos de existência, o programa tem trazido enormes benefícios. O ‘Aprendendo com Saúde’ atendeu mais de 515 mil crianças na especialidade de odontologia e quase 600 mil crianças na especialidade de pediatria” destacou o vereador Aurélio Nomura. “É, portanto, uma medida que vem promovendo grandes avanços. O índice de cárie, por exemplo, caiu de 35% para 28%, além do fato de ter havido enorme aceitação para o tratamento odontológico por parte das crianças menores de quatro anos”, completou.

O vereador observou que os mais de 100 profissionais que faziam parte do programa foram remanejados para outros órgãos da Prefeitura de São Paulo e pelos mais variados bairros. “Psicólogos especializados em pediatria foram para os CAPS voltados para os adultos. Com isso, aquelas crianças que antes tinham essa assistência, atendimento especializado em odontologia e em psicologia, deixaram de ser atendidas, comprometendo de maneira irreversível seu crescimento, seu desenvolvimento e, principalmente, seu aprendizado”, alertou o parlamentar.

Ao final, o vereador Aurélio Nomura apelou ao prefeito Haddad para que corrija no menor tempo possível essa situação, com o retorno do “Programa Aprendendo com Saúde para o bem das nossas crianças e da nossa cidade.”