Ipiranga ganha melhorias com o Bicentenário da Independência

Com o objetivo de dar mais destaque às comemorações do Bicentenário da Independência do Brasil, diversas ações vêm sendo realizadas e que vão proporcionar grandes melhorias na região do Ipiranga. Esse trabalho começou a ser feito já em 2019 a partir da criação da Frente Parlamentar em Comemoração ao Bicentenário da Independência do Brasil pela Câmara Municipal de São Paulo, por iniciativa do vereador Aurélio Nomura, que também foi eleito presidente. O objetivo foi coordenar atividades, eventos e projetos relacionados à data e atuar conjuntamente com o Executivo municipal e o governo estadual.

Para Nomura, “a Frente Parlamentar (que regimentalmente tem a duração de um ano – atuou, portanto, até dezembro de 2019) foi muito positivo para atrair as atenções não só para as comemorações da data histórica, mas também abriu caminho para os investimentos em obras visando a revitalização da região”

Um dos primeiros focos da Frente Parlamentar foi a ampliação e melhorias do Parque da Independência, no Ipiranga. Em reunião com o então prefeito Bruno Covas e lideranças da região do Ipiranga, o vereador Aurélio Nomura falou da importância da retomada das obras, que estavam paradas há 15 anos, cujo novo projeto foi elaborado pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

Declarado de utilidade pública em 2005, o terreno que fica na rua Bom Pastor, esquina com a rua dos Sorocabanos, abrigou o antigo Instituto Bom Pastor. Conta com área de mais de 26 mil m², agora incorporada ao Parque da Independência, ampliando em 20% esse espaço público, que totaliza mais de 200 mil m².

No local existe a capela do século 19 “Bom Jesus do Horto”, também conhecida como Igreja Ortodoxa Russa da Nossa Senhora da Anunciação, a mais antiga da cidade construída em 1893 e por se tratar de uma área tombada foi necessário a autorização do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico e o CONPRESP – Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo.

As melhorias no parque foram divididas em duas fases. Na primeira serão realizadas obras de recuperação dos acessos de circulação dos pedestres como a pavimentação, adequação do portão de entrada e reforma de parte do gradil, escadas de acesso e rampas. Já a segunda fase receberá equipamentos de recreação como a pista de skate, playground infantil, academia de terceira idade, além de uma grande praça e uma arena ao ar livre.

A Casa do Grito receberá um deck de madeira e será conectada a um Edifício de Apoio que receberá área para café, lanchonete e sanitários, além de um espaço de apoio aos turistas com loja de souvenires e sanitários destinados à vigilância do parque.

Outro espaço será destinado para a instalação de um viveiro de mudas. Esta área servirá como suporte para a manutenção do parque e a administração do local.  “Há anos lutávamos para a preservação dessa área e agora poderemos comemorar o Bicentenário entregando um parque amplo e equipado, além de preservar a história do Brasil”, comemora o vereador Aurélio Nomura.

Os custos dessa obra totalizam R$ 800 mil, bancados pela iniciativa privada. Outros R$ 300 mil foram encaminhados pelo vereador por meio de emenda parlamentar, para a segunda fase da revitalização da área.

Ainda com vistas às comemorações do Bicentenário da Independência, em janeiro de 2020, foi inaugurada a estátua de D. Pedro I, maçon, instalada no Parque da Independência, junto a Casa do Grito. A obra foi um presente da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB) e da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo no aniversário de 466 anos da cidade e especialmente para o Ipiranga. O local foi definido após reuniões dos dirigentes da maçonaria com o vereador Aurélio Nomura que decidiram pelo Parque da Independência para a colocação da estátua por causa da relevância histórica do espaço.

“O Parque da Independência e o Museu do Ipiranga passam por uma grande revitalização e melhorias que vão transformá-los em pontos de interesse turístico. Nas reuniões, verificamos que a estátua de D. Pedro maçon tem tudo a ver com o Ipiranga, onde foi declarada a Independência do Brasil”, observa o vereador Aurélio Nomura.

Com a inauguração do novo Museu do Ipiranga, em setembro próximo, o bairro deve se tornar em grande ponto de atração turística. E foi com essa projeção que Nomura trabalhou para a reforma do Mercado Municipal, um patrimônio do bairro, para a qual foram destinados R$ 1,4 milhão por meio de intervenção local, indicada pelo vereador. O novo mercado, inaugurado em novembro do ano passado, ganhou mais acessibilidade com a instalação de elevador, e um novo mezanino que serve de espaço gourmet, de descanso e de convivência.

Outra obra com vistas ao Bicentenário da Independência é a implantação do Parque Linear do Riacho Ipiranga, no espaço entre a Av. Professor Abraão de Moraes, a rua Doutor José Bento Ferreira e a Av. Doutor Ricardo Jafet. “Será um novo local de lazer para a região do Ipiranga”, afirma Nomura, autor do projeto de Lei 666/2019, que já teve parecer favorável da Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente para o início das obras.

“O Parque Linear atende a uma demanda da população de toda São Paulo. Será uma área de lazer enorme, com espaço para crianças e pessoas de todas as idades. Porém, a criação ainda depende de outros fatores, pois serão necessários o rebaixamento de algumas vias e obras no seu entorno”, destaca o vereador Aurélio Nomura.

De acordo com o parlamentar “o parque terá o papel de construir um Corredor Ecológico, responsável pelo fluxo gênico e a dispersão de sementes entre o Parque das Fontes do Ipiranga (conhecido como Parque do Estado) situado às margens da Rodovia dos Imigrantes e o Parque da Independência”. “O projeto do Parque do Riacho do Ipiranga faz parte do Bicentenário da Independência, porém deve ficar pronto depois da data histórica. A extensão é de aproximadamente 6 mil metros, com 5 metros de largura. Devido aos vários detalhes técnicos da obra ainda não existe um prazo definido para sua conclusão, mas gostaríamos de aprovar tudo até o Dia da Independência”, destaca Nomura.

Ipiranga ganha melhorias com o Bicentenário da Independência
Rolar para o topo